Resumo Musical da História do Blues

Se você tem sede de conhecimento e está louco para aprender mais sobre essa cultura incrível, deixamos aqui algumas playlists que propõem um itinerário através da história do Blues, organizadas por suas principais correntes ou estilos.

Esta classificação é muito pessoal, afinal as influências entre os estilos são infinitas e raramente podemos encontrar um artista “Puro Blues” em sua história.

Apesar disso assustar os iniciantes, é na verdade o que torna o Blues ainda mais interessante.

Note que cada estilo procura mostrar uma referência dos autores mais importantes. Uma vez iniciada a imersão, é possível pesquisar novos caminhos e criar as suas próprias relações. Você irá perceber que o Blues assim como outras manifestações culturais não segue uma linearidade em seu desenvolvimento, sendo que os diversos estilos muitas vezes foram desenvolvidos paralelamente e com influências diferentes.

O objetivo aqui não é criar uma lista extensiva/exaustiva, mas ser um ponto de partida para o início dos estudos e aprofundamento na cultura Blues.

O Blues ancestral / Os antecessores do Blues

Aqui vemos algumas correntes musicais que não são necessariamente Blues.
É interessante observar a estrutura de perguntas (chamadas) e respostas, também presente nas Chulas, Quadras e Ladainhas cantadas pelos escravos nas origens da Capoeira e do Samba. É praticamente impossível escutar e não se contaminar.

– Canções de trabalho (1850 – 1900)
http://open.spotify.com/user/vokepachaa/playlist/3hNGxKjU1v4rAFtVLeBHb2

– Pré-Blues (1880 – 1910) – Origem similar entre o Blues e o Jazz  http://open.spotify.com/user/vokepachaa/playlist/1AuVw03mc8ZZcfAo5Hemz3

O Blues Rural / Blues de Raiz – Country Blues

O Country Blues foi desenvolvido pelos trabalhadores das grandes plantações, que com pouca ou nenhuma formação musical desenvolveram este estilo particular.

Os lamentos, alegrias e questões sociais abordadas nas músicas são uma fonte infinita de histórias sobre a cultura e tradições.
Com instrumentos muitas vezes artesanais e feitos com suas ferramentas, possui uma sonoridade bucólica, um ótimo estilo para escutar ao pôr do sol ou em volta de uma fogueira.

– Delta Blues (1900 – …) – Especialmente por volta de 1930
https://open.spotify.com/user/vokepachaa/playlist/7sZhYDBNYKb327qXwJT5K2

– Jug Bands (1910 – 1930) – Interessante notar o uso de pequenos jarros/potes para criar a percussão
https://open.spotify.com/user/vokepachaa/playlist/3PDpb8sMhNqJI0Sq6g27ah

– Piedmont Blues (1920 – …)
https://open.spotify.com/user/vokepachaa/playlist/6zzRoJyqlbmkPRKD4TF4yO

– Memphis Blues (1930 – 1940)
https://open.spotify.com/user/vokepachaa/playlist/2k3xYYZPvpimtcw9qXkCx3

Nota:
—-
– Piedmont/Memphis Blues – Piedmont Blues surgiu fora do Delta após o Delta Blues ter se espalhado, apesar de Memphis, que é do estado Tennessee ser cortado pelo rio Mississipi (raízes do delta).
O estilo foi encontrado, principalmente, na região Piedmont, que fica entre as montanhas Apalaches ao oeste e planície costeira a leste, que se estende do sul ao norte de Atlanta para Washington DC. Musicalmente este estilo é influenciado pelo ragtime, música apalache e os shows ambulantes de medicina (traveling medicine shows).
As influências do ragtime sendo tocado com o banjo e guitarra originou a técnica finger-picking, além da técnica das string bands (bandas de cordas) da antiga música country.

Blues Urbano / Urban Blues

Desenvolvido nas grandes cidades/capitais e difundido por músicos com uma maior formação e conhecimento de outros estilos, onde geralmente as letras e estruturas musicais são mais complexas.

– Urban Blues (1910 – 1930) – Foco nas mulheres e principalmente da Cultura Vaudeville
https://open.spotify.com/user/vokepachaa/playlist/0EhGvawxzwzhLmLjNWyvDf

– Boogie Woogie (1930 – …) – Influência Ragtime
https://open.spotify.com/user/vokepachaa/playlist/1rCtswqCtG71wDBUjBfAC0

– Jump Blues (1940 – 1950) – Influência Swing e das Big Bands
https://open.spotify.com/user/vokepachaa/playlist/6bHs53q5ubGFOmyV7v1THE

Nota:
—-
– Vaudeville foi um gênero de entretenimento de variedades predominante nos Estados Unidos e Canadá do início dos anos 1880 ao início dos anos 1930. Desenvolvendo-se a partir de muitas fontes, incluindo salas de concerto, apresentações de cantores populares, “circos de horror”, museus baratos e literatura burlesca, o Vaudeville tornou-se um dos mais populares tipos de empreendimento dos Estados Unidos. A cada anoitecer, uma série de números eram levados ao palco, sem nenhum relacionamento direto entre eles.

– Ragtime (também ragged-time) é um gênero musical norte-americano que teve seu pico de popularidade entre os anos 1897 e 1918. Tal gênero tem tido vários períodos de renascimento e, ainda hoje são produzidas composições. O ritmo é considerado o primeiro gênero musical autêntico norte-americano.

– Jump blues ou simplesmente “Jump”, era uma extensão do boogie craze.
Jump Blues geralmente é executado com três metais. O saxofone tenor é o instrumento mais importante do estilo. Grupos de Jump Blues se apresentavam por um preço muito menor do que o preço das Big Bands, e por isso o estilo se tornou popular com os proprietários de bailes. Elementos de Jump Blues foram usados no rock and roll nos anos 1950.

Blues da Pós Guerra (2ª Guerra Mundial)

A principal característica neste estilo é o uso de instrumentos eletronicamente amplificados, o que estende as sonoridades e cria outras dinâmicas. É também conhecida como a Era de Ouro do Blues.

– Chicago Blues (1950 – 1960) – Muito parecido com o Delta Blues porém “amplificado”
https://open.spotify.com/user/vokepachaa/playlist/7xN0DL7vGsyzdVfUA97LhE

– West Coast Blues (1950 – 1960)  – T-bone Walker e sua guitarra acústica amplificada
https://open.spotify.com/user/vokepachaa/playlist/1NY1Iudv71ZEA7DRXsB2AY

– Swamp Blues (1960 – 1970) – Mais calmo e ruidoso
https://open.spotify.com/user/vokepachaa/playlist/3obsUIe6FQODiJHW1Kb24B

Nota:
—-
– Aaron Thibeaux Walker ou T-Bone Walker ou Oak Cliff T-Bone (Linden, Texas) foi um guitarrista de blues, cantor e compositor Americano, tido como o primeiro músico de blues a usar uma guitarra acústica amplificada. Foi considerado o 67º melhor guitarrista de todos os tempos pela revista norte-americana Rolling Stone.

– Swamp Blues é um género de Blues que se desenvolveu na década de 1950, com base em uma versão mais ritmada do Louisiana Blues, e inclui influências do Blues de New Orleans, Soul, Cajun Zydeco (Música Crioula Francesa). Caracteriza-se por ser um tipo de Blues calmo mas ruidoso, em que predomina a guitarra eléctrica, a harmônica (Gaita) e uma bateria com o som mais abafado.

Rhythm and Blues (R&B)

A expressão R&B passou a ser utilizada (especialmente por grupos brancos) para se referir a estilos musicais que se desenvolveram a partir do Blues e do associado Eletric Blues. Também é um momento onde o Blues, Gospel, e a Soul Music, fazem um encontro mais profundo. Uma das características fortes é a presença de uma bateria bem clara.
Vale a pena se aprofundar no assunto: https://pt.wikipedia.org/wiki/Rhythm_and_blues

– R&B (1960 – …)
https://open.spotify.com/user/vokepachaa/playlist/2jd3bAUREA0o5DhRzqKLuy

A Evolução e o Blues Atual

Como toda linguagem a evolução é constante e por isso abaixo algumas influências e outros estilos como o Rock, Soul e o Eletrônico.

– Pre Rock and Roll (1950 – 1960)
https://open.spotify.com/user/vokepachaa/playlist/44MZAd06DSIQh4Lr4qnfQu

– Blues Soul (1960 – 1970)
https://open.spotify.com/user/vokepachaa/playlist/2ax1qUZDVBm8ROSZs6nBqY

– Rock Blues (1980)
http://open.spotify.com/user/vokepachaa/playlist/4a0LrBF4NEKoacj0Ozg9OW

– Blues Electrónico (1990 – 2000)
http://open.spotify.com/user/vokepachaa/playlist/0kreDiZ69f1hHu7TK6LhvX

Conclusão

Apesar de tanta história, essa é ainda uma pequena parcela de toda cultura Blues Music.

Por isso vale a pena se aprofundar nos links, conhecer os atores desta cena incrível, que influenciou toda a indústria da música contemporânea.
Somente pelo estudo musical desta cultura, pode-se imaginar a quantidade de formas de se dançar ao som do Blues.

Ainda quer mais? Bônus =)

Essa história não para por aqui, se você ainda está com sede de conhecimento pode acessar essas duas incríveis listas disponíveis na Wikipedia, para continuar seus estudos.
E não se assuste em conhecer: African Blues, Canadian Blues, Hokum Blues etc.

– Lista de “gêneros” músicas do Blues
https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_blues_genres

– Lista de Músicos por “gênero”
https://en.wikipedia.org/wiki/Lists_of_blues_musicians_by_genre

Gostou?

Se gostou, não deixe de compartilhar este link nas redes sociais.
Em breve também um artigo sobre a Blues Music no Brasil e Sobre a História do Blues Dance.

Nota:
Você deve ter um usuário do Spotify para ouvir as listas completas.
Você pode se cadastrar gratuitamente no Spotify, baixar o programa ou ouvir a partir do próprio navegador.

O texto original foi escrito e organizado por:
Ferran Puig – Blues Dance Barcelona
E você pode acessar em:
http://bluesdancebarcelona.blogspot.com.br/p/hostoria-del-blues.html

Traduzido e adaptado por:
Guilherme Veras – Manifesto 1
Disponível em:
http://manifestodadanca.com/artigos/resumo-musical-da-historia-do-blues/

7